sábado, 14 de março de 2009

Porquê considerar desafio se o importante é ler e incentivar a ler…

Confesso que andei uns bons meses arredada do mundo da leitura e dos livros, ficando-me apenas pelos jornais e revistas. Não porque os livros fossem maus, mas porque simplesmente quando neles pegava, achava que já não tinha pachorra para estar duas ou três horas sentada a ler ou sequer cinco minutos quando, noutros tempos, cheguei a estar até às 3 e 4 horas da manhã a ler, porque simplesmente não conseguia parar enquanto não soubesse o final da história. Devem ser fases da nossa vida em que nos sentimos mais propensos a investir noutras áreas… ou então, deve ser mesmo o peso da idade a avançar!! J
A leitura de um livro, além do conhecimento que nos pode proporcionar, deve ser acima de tudo um prazer. Por isso, não compreendo muitas vezes as pessoas que lançam o repto pessoal de num ano quererem ler 30, 50 ou 100 livros!! Será que o mais importante não é chegar ao final do ano e verificar que, apesar da lista de livros que pretendíamos ler ter sido reduzida, continuam diariamente a ser editados novos títulos, o que aumenta outra vez a nossa lista e nos possibilita continuar a viver nesta espécie de ciclo vicioso e desfrutar do mundo da leitura... Por isso, porque razão andar a estipular metas de leitura?!?
Para calcular o tempo de leitura de um livro há que ter muita coisa em conta, desde logo, a forma, subtileza e ritmo de leitura de cada leitor. Já para não falar na disponibilidade de tempo. Hoje até posso dedicar três ou quatro horas à leitura, mas amanhã, provavelmente nem dez minutos vou ter para o fazer…
Há também quem contabilize o número de páginas… factor também variável. Isto porque, como todos os amantes da leitura sabem, o tamanho de letra e número de caracteres varia e influencia essa contagem. Assim como, o tipo de livro que estamos a ler. Se for um com uma linguagem muito simples e acessível, com toda a certeza que cada página será lida mais rapidamente, do que se for um livro mais técnico ou com uma linguagem mais complexa.
Já para não falar que alguns livros contêm páginas em branco ou com pequenas informações ou dedicatórias e que disparam logo o número de páginas.
Para mim, o tempo de leitura de um livro é decidido essencialmente por dois factores: primeiro, o tempo livre que tenho para me dedicar à leitura e depois, o interesse que o livro que está a despertar… se eu estiver a gostar da história não há dúvida que rapidamente quero chegar ao fim. No entanto, se a história não me agradar tanto, a leitura acaba por se revelar mais morosa, sempre há procura de um novo ingrediente que impulsione ou dê um novo alento à história.
Daí, eu não concordar com o facto de muitos leitores estipularem o número de dias em que vão ou pretendem ler um livro só para, daqui a uns meses poder dizer que conseguiu ler um certo número de livros num ano e que ultrapassou (ou não) o número dos que leu no ano anterior.
E agora podem dizer: Ela está para aqui com este paleio todo, mas no blogue das Marias elas indicam os livros que já leram este ano!!! Sim, mas quando o decidimos fazer não foi em jeito de desafio pessoal ou até, conjunto. Decidimos fazê-lo, primeiro, porque essa é uma forma de todos aqueles que visitam o nosso blogue saber o que lemos e assim, identificar o(s) nosso(s) género(s) literário(s) e ainda, as críticas literárias por nós publicadas que pode pesquisar. Em segundo lugar, até para nossa própria organização pessoal, porque as nossas estantes têm cada vez menos espaço para os muitos livros que adquirimos. E depois, porque comprando livros com bastante frequência, torna-se complicado saber/decorar todos os títulos que integram a nossa biblioteca pessoal e aqueles que já lemos.
Acima de tudo, julgo que o mais importante é ler e incentivar os outros a ler… e os blogues são um bom meio para o fazer.
Sei que alguns visitantes das Leituras das Marias podem não concordar comigo, e até lançaram os seus desafios pessoais de leitura no início de 2009, mas aqui fica o meu desabafo…

Por isso, resta-me apenas agradecer à Maria Manuel que, no ano transacto, com o seu entusiasmo e fascínio pelos livros, acabou por me (re)despertar e devolver a paixão e interesse pela leitura… sem metas estipuladas :)

Bigadita miga!

Continuação de boas leituras para todos!

9 Comments:

Maria Manuel said...

Concordo plenamente contigo. A leitura tem de ser, primeiro que tudo, um prazer. Ler por objectivos não me parece ser a melhor forma de se ler, até porque tudo está relacionado com o nosso estado de espírito. Nunca gostei de fazer nada por metas, embora não seja daquelas pessoas que andam naquela do 'deixa andar'. No entanto há coisas que, no meu entender, não podem ser estabelecidas e a leitura é uma delas. Gosto muito de ler, e faço listas enormes dos livros que quero comprar e daqueles que quero ler. Porém, não estabeleço metas dizendo que os vou ler este ano, ou que vou ler este mês, até porque como digo a minha leita incide sobre o meu estado de espírito. Hoje posso preferir ler um romance histórico e pensar que o próximo livro vai ser um policial por exemplo e chegar ao fim de o ler e até mudar completamente de ideias... Mas as pessoas são todas diferentes...

bauny said...

...e por vezes os livros têm que ser lidos devagarinho... para saborear... e reflectir. Boas Leituras, ao teu ritmo ;)

Canochinha said...

Bem... Peço desculpa se não te estás a dirigir a mim em particular, mas enfiei a carapuça. Se não compreendes o motivo que leva alguém a definir metas de leitura, se calhar podias perguntar e talvez compreendesses melhor.
O facto de ter estabelecido um meta de leitura para 2009 deve-se a um motivo principal: servir de estímulo para que consiga mais rapidamente dar conta dos quase 200 livros que tenho em casa para ler. O meu ritmo de leitura não tem nada a ver com o querer atingir a meta no matter what, mas sim com a vontade que tenho de ler a cada segundo, a cada instante. Se atingir a meta, muito bem, se não tudo muito bem também. E não, o facto de ler um livro em pouco tempo não me retira absolutamente nada o prazer de leitura. Se há pessoas que precisam de ler devagar, para absorver cada letra, eu não... Tudo depende de quem falamos, porque cada um é como cada qual! Todas as pessoas são diferentes, por isso não está certo analisarmos certas opções de acordo com os nossos próprios padrões. Eu acho que fazes uma série de assumpções erradas para com quem estabelece estas metas, como não retirarmos prazer da leitura, como a termos apenas para poder dizer que lemos x livros. No meu caso, não tem mesma nada a ver.

Tens todo o direito de expressar a tua opinião, mas achei que valia a pena também expressar o meu ponto de vista.

Boas leituras!

Maria Manuela said...

Canochinha,
Ao decidir escrever o artigo não me dirigi em ninguém em especial, por isso, se tal como disseste a carapuça te serviu... lamento, mas o problema não é meu! O meu objectivo ao publicar o texto era, única e simplesmente, expressar a minha opinião (como tu própria afirmaste) sobre aquilo que verifiquei em vários blogues dedicados aos livros e às suas respectivas leituras. Por isso, e como não quero criar aqui nenhum campo de batalha ou coisa que se assemelhe, apenas te digo que mantenho aquilo que disse no artigo, porque tal como tu própria disseste tenho todo o direito para o fazer, mas respeitando o teu ponto de vista.

Continuação de boas leituras

Homem do Leme said...

Concordo contigo! Para mim ler é um prazer e no prazer não coloco metas ou limites - deixo fluir. Também coloco no meu blogue os livros lidos no ano anterior e os que vou lendo no ano actual, mas como uma forma de dar conhecimento aos leitores e até de se descobrirem "afinidades". No final do ano gosto de publicar os títulos que li, mas n.º de páginas, isso nem pensar - não me dou bem com matemática :)

Aproveito para dizer que cada vez gosto mais das Marias.

Boas Leituras!!!

Cristina Bernardes said...

Excelente Post...Maria...

BOLSAS LADYDAY said...

Leitura[
ler
escola
educação
arte
aaaaaaaaaaa como é importante, é vida, ar, é necessario!!!!
lindo blog
bjocas
day
http://souumhomemdepaixoes.zip.net

Maria Manuel said...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Manuel said...

Obrigada pelo apreço. Este comentário não quis ofender ninguém, sendo unica e exclusivamente uma opinião, que é partilhada, inclusivamente, pelas duas Marias.

Continuação de Boas Leituras. Com ou sem metas o importante é ler, porque quem lê sabe sempre mais.