terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Um Amor Assassino - Julie Garwood



A inversão dos instintos, a ausência de afectos. Jill abandonou a filha com apenas três anos de idade. Diabólica sedutora tenta, mais tarde, raptar a própria filha, Avery, assassinando a avó que tomara conta dela. Essa menina, amada e abandonada, disputada, sobrevive tornando-se uma arguta analista criminal do FBI. Por incrível que pareça a filha de uma sociopata cresce equilibrada, justa. Mas o passado persegue ainda Avery. O desaparecimento da tia - que tanto ama - levam-no a um perturbante encontro com a mãe e um vicioso assassino. A vingança de Jill ainda não terminou. Terá uma filha de sujar as mãos com o sangue da mãe? Ou será Jill capaz de tirar a vida àquela que viu nascer?
Inteligente, ponderada, atenta a cada detalhe. Avery Delaney é uma das melhores analistas criminais do FBI. Recolhe as provas com rigor, decifra-as, traça o perfil do criminoso, não teme a verdade. A vida testou-a, afinal, desde criança. Abandonada pela mãe, foi criada pela avó e pela tia. Quando tinha 11 anos de idade a mãe, e o seu amante, tentaram raptá-la acabando por assassinar a avó e ferindo Avery. Ela sobreviveu, mas as marcas ficaram.
Aliciada para umas férias nas montanhas do Colorado, a sua tia, Carolyn, desaparece misteriosamente. O seu coração dói de tanta preocupação, mas Avery tem, mais uma vez, de agir com racionalidade e usar todos os seus recursos de criminalista para descobrir o paradeiro da tia. Cruza-se então com um antigo agente da CIA, John Renard, que segue no encalço de um perigoso assassino conhecido por Monk, o monge. John sabe exactamente o tipo de crueldade de que ele é capaz e quando descobre a sua parceria com uma mulher de nome Jill Delaney - a mãe de Avery - decide avisá-la do perigo... Irá ainda a tempo?
Um intenso thriller de suspense e crime, condimentado a romance e emoção. Julie Garwood, autora norte-americana com milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, alia, com especial talento, acção e intimidade, medo e coragem. Em «Um Amor Assassino» conta a história de um estranho e perigoso amor entre mãe e filha.

Com uma história à partida interessante, parti para a leitura deste livro com expectativas demasiado elevadas. Isto porque, tendo em conta a sinopse achei que iria defrontar-me com um policial com suspense, e cheio de surpresas. Mas quando entrei a meio do livro nada disso estava a acontecer. A história começou a parecer-me demasiado previsível, sem grandes surpresas e com um enredo muito pobre. Pareceu-me mais uma história de amor do que propriamente um policial.

Classificação: 2/5

1 Comment:

loly said...

eu aconselho vigorosamente a ler o sem perdão de julie garwood

é um óptimo suspense ;D